Igreja Una Santa Católica e Apostólica


O zêlo pelo olhar

04/10/2013 06:59

Victor Hugo (pensador francês 1802-1886) disse que “a alma é um olho sem pálpebras”. A sagrada escritura nos orienta que o olhar é na verdade uma forma de encher a alma daquilo que é visto.

 

Essa “teologia do olhar” deve ser muito observada por nós nos dias de hoje, principalmente por nós homens! Nós meninos que fomos criados com um acesso livre – algumas vezes facilitado - a pornografia que deixam marcas em nossa sexualidade e que em alguns casos dificultam até mesmo a manter um relacionamento sério.

 

A modéstia, ou melhor dizendo a falta de modéstia, no vestir de homens e mulheres vem deixando essa alma expostas a perigos.

 

O homem de discernimento

mantém a sabedoria em vista,

mas os olhos do tolo vagueiam

até os confins da terra. 

Provérbios 17:24

 

 

Esse “olhar vagabundo” é característico de quando não olhar interno, um não olhar para o valor interior. Deus nos cria para o belo e é a busca de enxergar o belo que deve nos introduzir nessa dinâmica de “cura do olhar”! Quando miramos um ponto externo deixamos de ver a beleza total. Essa fixação nos leva a situações inquietantes, pois excluí de nossa análise o prazer que há em sentir a essência e não de fixar um ponto!

 

Enxergar o outro é ver além - bem além - do externo. Temos que buscar ter aquele olhar que Jesus tem. Um olhar que vêm além do fariseu, além do cego, além do cobrador de impostos, além de uma samaritana, além de uma prostituta, além de um julgador... O discernimento do olhar interno reflete-se no olhar externo.

 

A sabedoria não pode se refletir apenas numa dedução lógica de um conjunto de regras, em uma organização concatenada, numa regra empírica… Não! O discernimento é fruto de uma sabedoria que sabe onde está, sabe onde repousa… 

 

Bem, vou dar um exemplo: Quando vemos uma pessoa reparamos quase que instantaneamente com seus atributos físicos (sexo, cor de cabelo, olhos, características marcantes). Isso acontece naturalmente, pois fixamos nesses pontos essenciais para definirmos as pessoas, não há problema. Mas na mesma situação, algumas pessoas fixam-se em outros aspectos como roupas, relógios, atributos físicos que remetam a sexualidade… Os olhos passeiam pelo exterior do exterior. Nessa situação é importante observar o olhar. 

 

Jesus deixa bem claro que a intenção é o fator primário do adultério.

 

Eu, porém, vos digo: todo aquele que lançar um olhar de cobiça para uma mulher, já adulterou com ela em seu coração. Mt 5,28

 

Que possamos essa semana observar melhor o que estamos vendo, lendo, assistindo, enfim, alimentando a nossa alma, que nosso olhar possa estar voltado diretamente a Jesus nossa luz.

 

Por Marco Antonio

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!