Igreja Una Santa Católica e Apostólica


Muito prazer, me chamo Tomé

04/07/2017 18:42

Ao lermos sobre São Tomé no Evangelho somos levados a pensar como São Tomé é infiel, incrédulo, despreparado para o serviço de Deus, lento para entender aquilo que Jesus queria, surdo no coração para ouvir aquilo que lhe diziam seus irmãos, soberbo para querer ter a experiência com o ressuscitado e desprezar a experiência daqueles que ele conhecia e amava e queria bem…. Cuidado!

 

O evangelho pode estar falando de você.

 

Os cinco versículos de Jo 20,24-29, dizem mais de nós que imaginamos. Afinal, quer julgar São Tomé pela sua infidelidade em crer? Lembre-se, quantas vezes já duvidou. A experiência do abandonar-se em Deus é difícil!

 

Quer julgar São Tomé por ser despreparado para servir a Deus? Lembre-se de quantas vezes você teve que estudar ler, reler, um texto para preparar um encontro? Quantos ensaios para tocar na missa? Experimentar-se limitado nos faz crescer.

 

Quer julgar São Tomé por ser lento ao entender o que Jesus faria, sua ressurreição e aparição gloriosa já havia sido informada aos apóstolos por parábolas e de forma sutil, mas nem assim São Tomé entendeu. Lembre-se que você até hoje tem dificuldade de entender sua missão de batizado.

 

Quer julgar São Tomé por ser surdo no coração para ouvir aquilo que lhe diziam seus irmãos? Lembre-se de quantas vezes as pessoas em sua paróquia já falaram sobre ter uma experiência com Deus e você ignorou achando que era coisa da cabeça delas?

 

Quer julgar São Tomé por ser “soberbo” para querer ter a experiência com o ressuscitado, que os outros tiveram? Lembre-se que muitas das vezes você “exige” de Deus respostas e “quer de Jesus” uma explicação... andamos rezando de uma forma tão doida em nossas paróquias ultimamente. Achamos que Jesus é surdo ou nos deve algo por estarmos ali o amando. Eu heim…. Assim como São Tomé queremos ter nós a experiência, não para crer (pois já acreditamos), mas para nos satisfazer, nosso entendimento, nosso querer.

 

Sim, o evangelho não é sobre São Tomé…. Não… É sobre você e eu.

 

Quando entrar em uma paróquia, fazer suas orações ou participar da celebração da Santa Missa se ajoelhe e reze dizendo: Poderia ser Tomé, Senhor, mas sou eu.

 

 

Maria Regina Caeli intercedenti

 

 

por Marco Antônio

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!