Igreja Una Santa Católica e Apostólica


Domingo da Assunção da Virgem Maria

18/08/2013 17:49

Naqueles dias, 39Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. 40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. 41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Com grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! 43Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.46Então Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, 49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o respeitam. 51Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. 52Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. 53Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. 54Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, 55conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”. 56Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

“Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.(Lucas 1,45).

Lectio Divina

Nesta lectio de hoje, mergulhamos nessas palavras que foram ditas por Isabel, prima da Virgem Maria, quando esta lhe veio visitar por ocasião do nascimento de São João Batista. E nos recordando bem, Isabel ainda não tinha ouvido que Maria estava grávida, mas o próprio Espírito Santo a informou, assim como ao filho que trazia no ventre. O Espírito Santo de Deus, que habita em nós, que habita na Sua Igreja, está sempre pronto a nos apoiar, a nos sustentar, a fortalecer nossa fé. E é a puríssima Virgem Maria, o modelo da obediência. Pelo seu “sim” ela possibilitou que o Senhor fosse gerado em seu ventre imaculado. Em nenhum momento nossa Mãe titubeou, temeu, ou até duvidou. Aceitou todas as consequências que lhe adviriam com sua aceitação. E nos diz a palavra, que era noiva, prometida, mas não conhecia homem, para somente conhecer os desejos e anseios do Senhor. Gerando um filho fora do casamento era candidata certa ao apedrejamento, como era norma na época. Mas ouviu a voz do anjo Gabriel, e obedeceu. Aceitou o desafio e, correndo todos os riscos, gerou o Messias, o Cristo, Filho de Deus humanado, sofrendo tudo o que o homem sofria, com exceção do pecado original. A assunção da Virgem Maria corresponde ao desfecho de uma vida vivida na mais total fidelidade ao Seu Senhor. Então hoje, peçamos ao Santo Espírito, que o testemunho de Nossa Mãe Maria inspire nosso agir, movendo-nos ao serviço generoso e gratuito a quem precisa de nós, assim como ela foi a Escrava do Senhor. Santo Domingo e Salve Maria Imaculada Assunta ao Céu.

Por Carlos Guilherme

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!