Igreja Una Santa Católica e Apostólica


E se uma freira brasileira cantasse no "The Voice Brasil"?

06/06/2014 14:56

Já ouviu falar em Cristina Sciuccia? Não?!!!

Uma freira decidiu ir a uma audição no "The Voice Itália 2014". Após subir ao palco e soltar a voz, os jurados interessados em tê-la no time para sua surpresa lá estava uma freira, de hábito, cruz e sapatinho baixo cantando.
 
Após a audição a freira continuou suas exibições perfeitas, mostrando uma técnica vocal sensacional... E continuava como é. Freira.
 
Com a Cruz no peito ela dançou. Com o hábito ela viveu. Sendo o que ela é ela venceu.
 
A irmã Sciuccia nos relembra que a vida cristã não é um sarcófago, motivo de tristeza, motivo de medo e vergonha. Tem gente que conheço que tem medo de "se identificar como católico"...
 
Ela estava lá, de véu, de cruz, de hábito no meio de muitos que provavelmente a repreendiam no íntimo dizendo que "freira deve cantar no coral" ou que "lá não era lugar para ela".
 
A coragem de estar já foi testemunho edificante para a Igreja, mas o gesto mais belo, certamente ficou para o final. Após ter sido anunciada como campeã ela disse: "Quero que Jesus entre aqui." Pediu para que todos rezassem o pai-nosso. Corajem... De não só parecer ser, mas ser. E perguntada sobre o seu futuro, disse que voltaria a vida religiosa e só cantaria com os jovens com autorização das superioras.
 
E como seria uma freira no "The Voice Brasil?".
 
No processo de secularização em que estamos vivendo ela infelizmente não ira de hábito, até porque se ela estava indo para cantar "música com o povo ela deve ir vestida como o povo".
 
Ela não usaria cruz, pois o que importa é o coração. Cruz é acessório.
 
Ela não usaria sapatinho baixo, preto, mas uma produção mais condizente com o estilo da futura estrela da música.
 
Não seria quem ela é: Freira. Concordaria com o que fosse dito para ficar bem com o público, "afinal, eles decidem". Então se perguntada sobre qualquer assunto "iria para a galera". Se tivesse que falar mal do Papa, escolheria um e mandaria ver...
 
E após vencer o "The Voice Brasil" gravaria o CD, se tornaria "pop-star da fé". Venderia CDs e ministraria onde fosse chamada, desde que sua agenda permitisse.... Oi... O que? Congregação???? Não... Ela já estaria em carreira solo.
 
Rezar o pai-nosso na final? E o respeito às pessoas? Que ofensa!
 
Em síntese. Ela ficaria bem parecida com algumas solteironas, digo, freiras que temos por aqui no Brasil.
 
Marco Antonio Alencar de Mesquita

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!