Domingo de Pentecostes

19/05/2013 12:10

Primeira Leitura (At 2, 1-11) Segunda Leitura (1Cor 12, 3b-7. 12-13) Evangelho (Jo 19, 20, 19-23)

Lectio Divina

No dia de hoje a Igreja celebra o dia de Pentecostes, dia este da manifestação da Igreja ao mundo, não é o dia do nascimento da Igreja, pois a Igreja nasce do lado transpassado de Cristo, mas é o dia em que a promessa de Cristo se realiza do envio do Espirito sobre a Igreja, para o testemunho da verdade e manifestação da Santíssima Trindade. Do Espirito que procede do Pai e do Filho e igualmente é adorado!

Quando olhamos a missão de Jesus de congregar na sua Igreja á todos os povos, “Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito os inspirava.” O poder da Trindade que congrega a unidade todos os povos, para conhecer Aquele que é Um. A divisão do pecado, da torre de babel, as línguas dispersadas pelo orgulho e soberba do querer ser como deuses, é agora superada pela ação unitiva do Espirito em Pentecostes, que vai congregar a todos em um único povo régio, a Igreja. E é no Espirito Santo na manifestação de seus dons sobre a Igreja que Pedro, a Pedra, dá o testemunho eloquente da voz de Cristo que é a voz da Igreja, que exorta á todos a crerem Naquele que não mente e que sua promessa é verdade e vida.

Jesus ressuscitado sopra sobre os apóstolos o seu Espirito, para perdoarem os pecados, dá a sua Igreja o poder de manifestar e executar a ação salvífica da cruz, com seus frutos e dons, que procedem da paixão de amor de Cristo.

Somos cheios do Espirito Santo desde o nosso batismo e confirmamos estes dons no Crisma, pois é sendo participes do Corpo de Cristo que é a Igreja que estes dons se manifestam em nós, os dons do Espirito são dá Igreja e para a Igreja. E este dom do Espirito deve ser em nós a cada dia mais clamado, não somente de uma forma a pedir, pois aquilo que Deus nos deu jamais será revogado, mas clamado para que a ação do Espirito Santo em nós seja superabundante, ou seja, maior que a nossa inclinação á carne, por isso a súplica constante da Igreja, vem Espirito, vem Espirito Santo de Deus!

 

Por Junior Mathias

Voltar