Aquele que está de pé cuide para não cair

10/09/2014 12:00
Estar de pé significa que estamos em prontidão, firmes. Mas essa postura não nos tira nossa fraqueza, miséria, dificuldades. Depois do pecado de Adão e Eva, ficamos aptos ao erro, ao simples fato que podemos cair em qualquer situação posta ou pelo inimigo ou pelas provações da vida. O importante é não permanecer no chão. 
 
A palavra de Deus nos diz claramente dessa fragilidade, podemos ler isso em II Coríntios 4,7: “Porém, temos este tesouro em vasos de barro, para que transpareça claramente que este poder extraordinário provém de Deus e não de nós.”
 
Que tesouro é esse? Que vaso é esse? O tesouro é Deus o vaso sou eu. 
 
Quando olhamos para nós visualizamos muitas misérias e pecados, está escrito: “O publicano, porém, mantendo-se à distância, não ousava sequer levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem piedade de mim, que sou pecador!”  O pecado nos tira a dignidade, faz-nos até nem querer olhar para Deus, ou seja, ter vergonha dEle.
 
Algumas denominações que se dizem cristãs, falam que já estão prontas, que já estão salvas. Uma vez ouvi um pastor dizer: “não sei vocês, mas eu já estou pronto” quanta prepotência e auto suficiência. O cristão vive num processo de conversão contínuo, ele não pára a não ser quando se encontra com a morte. A Palavra de Deus é muito clara: “Se dizemos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. [...] Se pensamos não ter pecado, nós o declaramos mentiroso e a sua palavra não está em nós.” Está vendo, todos nós temos pecados independente de raça, religião, partido político, somo fracos, infelizmente nossa natureza foi caída e agora precisamos contar com a graça de Deus. 
 
Teve um reformador que disse: “Esto peccator et pecca fortiter, sed fortius fide” significa: “Peca fortemente! Sabendo que Cristo o perdoará” em outras palavras disse ele: “peca muito, mas crê muito mais ainda e serás salvo”
 
Interessante, ao criar esse texto tive a oportunidade de descobrir o porquê que esse reformador tirou um livro da sua bíblia, o Livro Eclesiástico, olhe o que tem escrito nele: “Não digas: Como sou forte! ou: Quem me obrigará a prestar contas dos meus atos?, pois Deus tomará sua vingança. Não digas: Pequei, e o que me aconteceu de mal?, pois o Senhor é lento para castigar (os crimes). A propósito de um pecado perdoado, não estejas sem temor, e não acrescentes pecado sobre pecado. Não digas: A misericórdia do Senhor é grande, ele terá piedade da multidão dos meus pecados, pois piedade e cólera são nele igualmente rápidas, e o seu furor visa aos pecadores. Não demores em te converteres ao Senhor, não adies de dia em dia, pois sua cólera virá de repente, e ele te perderá no dia do castigo.” Coincidência né? (risos).
 
Meu irmão, minha irmã, lutemos contra o pecado, vamos tirá-lo da nossa vida. Se estiver de pé, cuide para que não caia e se cair corra ao encontro de Jesus na pessoa do padre e peça perdão. São João nos escreve: “Se reconhecemos os nossos pecados, (Deus aí está) fiel e justo para nos perdoar os pecados e para nos purificar de toda iniqüidade.” Jesus institui o sacramento da confissão quando disse: “A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio a vós. Depois dessas palavras, soprou sobre eles dizendo-lhes: Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos. E ainda tem mais. “Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.”
 
Kyrie eleison!
Christe eleison!
Kyrie eleison!
 
Seu irmão na fé, Helder Filho.
Voltar