27º Domingo do Tempo Comum

06/10/2013 17:06

 - Afirmastes que tudo é possível ao que crê -

            Irmãos, na lectio de hoje, vemos a Sagrada Liturgia centrada na temática da fé. “Senhor, aumentai-nos a fé!” (Lc 17,5-10). Para crer sem titubear, para permanecer fiéis ao Senhor nas adversidades do tempo presente, ou nas lutas contra a fé, hoje tão público e notório, precisamos de uma fé sólida, robusta, como só Deus pode nos dar. E claro, Ele nos dá pela Sua Palavra através da Igreja, através da sagrada doutrina, por tudo aquilo que é o depósito da fé, tão rico e majestoso quanto Quem nos deu.

É tão espontâneo esse pedido dos apóstolos, e quero que ecoe, ressoe na alma, de forma que se imprima no coração o desejo ardente de nunca nos separar D’Ele, de seus ensinamentos. Aos apóstolos que pediram, disse o Senhor Jesus que se tivessem fé como o pequeno grão de mostarda, eles com toda a autoridade nesta fé, cientes de que por ela, Ele realizaria, pois prometeu ser possível tudo ao que crê... E diriam a amoreira para que se arrancasse dali e se lançasse ao mar, e ela prontamente obedeceria. Como tudo isso exprime a onipotência da fé !

            Ele não pede muito, pede um pouquinho de fé como o pequeníssimo grão de mostarda, mas neste pouco, ela deverá ser sincera, viva, abrasada, convicta, pura, e por ela seremos capazes, firmados na sua promessa, de coisas muito maiores, e inconcebíveis sob o ponto de vista humano. E que Ele hoje nos educar numa fé sem incertezas ou hesitações, fé que, apoiada na força de Deus, manifestada na Sua Igreja Católica, tudo crê, tudo espera, tudo ousa, e persevera invencível ainda nas situações mais difíceis, ásperas e obscuras da vida. Pois a força da fé não depende da sua grandeza, mas sim do seu ponto de apoio, e não somente hoje, mas daqui para frente, se não estimamos e valorizamos a ela, inconscientes de nossa própria impotência, procuremos o Verdadeiro ponto de apoio para assim transpormos as grandes montanhas de mentiras e lutas que vierem.

E com a oração da coleta deste domingo, juntos peçamos à Trindade que nos conceda, no Vosso imenso amor de Pai, mais do que merecemos e pedimos, e que pela intercessão da Mãe da Fé, derrame sobre nós a Misericórdia, perdoando o que nos pesa na consciência, na decorrência de nossa fragilidade, e dando-nos mais do que ousamos pedir.

            Santo Domingo a todos e uma semana abençoada.

Por Carlos Guilherme

Voltar