Igreja Una Santa Católica e Apostólica


A luta do Bem contra o Mal

02/10/2013 13:28

Muitas vezes somos levados a crer que é o MAL quem combate contra o BEM, visto que o “bem” é pacifico e no máximo poderia defender se de ataques, mas nunca atacar diretamente.

Nada mais falso... e nem precisamos ir à laboratórios constatar isso, pois é possível verificar que o primeiro campo de batalha, é em nós mesmo! Na tendência ao mal que esta na natureza humana (decaída) esta presente a luta para que o Bem vença o Mal.

O Pecado instaurou seu “reinado” em nós e este reino foi destruído por Cristo na sua Paixão, mas está em continua restauração dentro de nós e podemos realizar duas coisas: Ajudar com “material” para que este Reino decaído  se instaure de uma só vez e tome todas as terras,  construa seus fronts (vícios) e muralhas para que impeça a entrada do “inimigo”; ou atacarmos constantemente os alicerces desta construção, pela via da Graça, Sacramentos, Piedade e Conversão.

Não é possível deixar de constatar que o inimigo interior age constantemente, sobre influxo também do exterior em busca da derrota final, e somente a covardia pode impedir que a Graça, nos ajude a combater interiormente. Nesta guerra voraz, o Bem é vencedor, mesmo que não pareça, mas nem todos estarão do lado vencedor, pois temos um campo minado pelo inimigo e a todo o momento sofremos baixas e constantemente os ataques, vêm e vão, e alvejados, ora de dia, ora de noite, em momentos de dispersão e em momentos de vigilância, o ataque é continuo e astuto e não respeita nenhuma regra absoluta.

Mas, não podemos de forma alguma viver somente sobre o ataque, tentando nos proteger, é preciso contra atacar, principalmente quando o inimigo esta mais fraco e  parece que houve uma trégua, responder e destruir tudo, saquear o inimigo impeduosamente, acabar com suas defesas, suas fortificações, matar seus cavalos de guerras, suas catapultas  e sem piedade, guerra é guerra! E acredito que esta entendendo onde esta guerra acontece a todo o momento, não?

A todo o momento o mal quer falar mais alto, em alguns intensamente em outros mais fraco, seja através da sensualidade, paixão, orgulho, avareza, mentira, sedução... etc  Até mesmo quando nos propomos a coisas profundamente virtuosas, sempre aparece aquela pitadinha de orgulho, vaidade ... ou seja, o inimigo ataca, ataca e ataca ... Mas é preciso atacar também é o BEM contra o MAL, não queremos conviver pacificamente com estas duas forças, mas subjugar o MAL em vista do BEM maior que é DEUS e nossa plena comunhão com Ele. E é nos momentos em que o “mal” dá aquela trégua, ou seja, determinados pecados já não nos afrontam de certa forma, como antes, esta é a hora do ataque das nossas forças contra este “mal” para extirpá-lo de uma vez por todas, ou enfraquecê-lo ao extremo. E isso se dá pela oração, penitencia e conversão com atos concretos!

Este é o bom combate, ele inicia no interior do homem, neste campo de missão e de guerra, que somos nós, e o reflexo desta luta interior da seus frutos na luta exterior, que também é enorme e constante, contra ideologias, heresias, maquinações e maldades, que elas por si só nada podem fazer, mas quando existe o consentimento interior a estas “maldades” o estrago interior remete a morte também no exterior do homem!

Combatamos o bom combate, guardemos a fé, com o auxílio da Rainha dos exércitos de Deus, subjugar o Mundo a Carne e os Demônios!

"Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. Resta-me agora receber a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos aqueles que aguardam com amor a sua aparição." (2 Tim 4,7-8)


Por Junior Mathias

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!