Igreja Una Santa Católica e Apostólica


A grande Doutora e o Romano Pontífice

30/04/2014 09:52

Ao contrário do que muitos pensam a Nobre Santa de Sena não era um obstinada critica do Papa, mas muito pelo contrário, uma devota, submissa e extremamente zelosa defensora do "Doce Cristo na Terra". Até por isso a Fama de Santa Catarina se estendeu, entre outras coisas, por ser conselheira do Romano Pontífice. Seu amor infinito amor pela Igreja e pelo Papa fez dela uma fiel amiga do Romano Pontífice, e por conseqüência sua conselheira. Entre outras coisas Santa Catarina repreendia duramente quem ousasse fazer guerra contra aquele "que terém as chaves do Sangue de Cristo Crucificado". Fato exposto no trecho da Carta que coloco abaixo:

CESSEM AS GUERRAS CONTRA O PAPA (Carta nº28 a Bernabó Visconti)
4. Nada Façais Contra o Papa

Oh Filho de Deus, bondoso Verbo! Deixaste tal sangue no corpo (místico) da Santa Igreja e desejais que ele seja distribuído pelo teu Representante (o Papa)!

Deus veio em socorro das necessidades do homem que dia a dia perde o domínio de si mesmo, ofendendo o Criado. Deus pôs na Igreja o remédio da Santa Confissão, que é eficaz no vigor do Sangue. E a oferece não apenas uma vez, mas sempre.  Sem juízo é quem deixa (a confissão) para o futuro e age contra tal representante que retém as chaves do sangue de Cristo crucificado. Ainda que ele fosse um demônio encarnado, jamais devo levantar minha cabeça contra ele. SEMPRE DEVO HUMILHAR-ME E IMPLORAR MISERICÓRDIA. É A UNICA MANEIRA DE RECEBER OU PARTICIPAR DOS FRUTOS DA REDENÇÃO. PEÇO-VOS QUE NADA FAÇAIS CONTRA O VOSSO CHEFE .”

Não vos admireis se o DEMÔNIO, como já o fez, venha por  uma COLORAÇÃO DE VIRTUDE no desejo de fazer justiça contra PASTORES MAUS E CULPADOS. Não acrediteis nele. Não FAÇAIS JUSTIÇA em assuntos QUE NÃO VOS DIZEM RESPEITO. NOSSO SALVADOR NÃO O QUER.  Ele afirma que os Pastores são seus ungidos (Sl 105,15). Deus não quer que vós e qualquer outra pessoa façais justiça contra um se; Ele a fará. Assim como não convém que um servo assuma a autoridade do juiz para exercer a justiça contra um malfeitor. Seria uma ATITUDE MÁ porque não toca a ele fazer tal coisa.

E se perguntássemos: "E quando o juiz não faz justiça, não é um bem que eu faça" ? Respondo: "NÃO!SE A FIZERDES, SEREIS CASTIGADOS”. Quem mandar matar receberá a mesma sentença. A lei não perdoará sua "boa" intenção de matar o malfeitor. No caso de um juiz que é mau e não faz justiça, nem a lei nem a religião permitem que o substituais; deveis deixar ao Supremo Juiz que o condene. Deus não permitirá que as injustiças e demais faltas fiquem impunes no lugar e tempo oportunos. Sobretudo na hora da morte, depois desta tenebrosa vida, todo bem será premiado e toda a culpa castigada.

Digo-vos, pois, pai e irmão caríssimo no Cristo Jesus. Deus não quer que vós ou qualquer pessoas sejais justiceis dos seus ministros. Ele reservou tal função para si e para o seu Representante (Papa). Se este se omite, apesar de ser seu dever e estar falhando, humildemente  devemos esperar a punição e a correção do Supremo Juiz, o Eterno Deus.Até se por tal omissão perdêssemos todos os nossos bens, pois devemos preferir as realidades espirituais e a vida da graça a eles e à vida corporal. os bens materiais são finitos, enquanto a Graça Divina é infinita e nos propicia um prêmio eterno. Se perdermos a graça, porém, terminamos mal.

Refleti! Embora ajais com boa intenção, nem Deus e nem a Lei divina vos escusarão. CAIREIS MESMO NA CONDENAÇÃO ETERNA. Que jamais incidais num tal inconveniente. Afirmo-vos e suplico-vos, da parte de Cristo crucificado: nunca mais vos embaraceis dessas coisas. Possuí em paz vossas cidades, usando de justiça com os vossos súditos quando falharem, mas não quanto aos ministros do vosso precioso sangue. Outras mãos não vos ministrarão o Sangue, sem o qual não tereis os benefícios divinos. Vireis a ser então um membro pútrido, separado do corpo (místico) da Igreja. Oh, nunca mais, meu Pai! COM HUMILDADE QUERO QUE COMIGO RECLINEIS A CABEÇA NO PEITO DO CRISTO DO CÉU PELO AMOR, E NO PEITO DO CRISTO DA TERRA, SEU REPRESENTANTE, COM RESPEITO PELO SANGUE DE CRISTO, CUJA CHAVES ELE POSSUI. PARA QUEM O PAPA ABRIR A PORTA, ESTARÁ ABERTA; PARA QUEM ELE FECHAR, FECHADA FICARÁ. A ELE PERTENCE O PODER E A AUTORIDADE. DELES NINGUÉM O DESPOJARÁ, POIS OS RECEBEU DO PRÓPRIO JESUS (MT 16,19).

Refleti que, entre outras coisas merecedoras de castigo e desagradáveis a Deus, está a punição dada aos Ungidos de Deus, por piores que eles sejam. Pelo fato que Cristo pareça nada ver neste mundo, não pensei que menor será a punição deles na outra vida. Quando suas almas deixarem o corpo, Deus lhes mostrará que via tudo. QUERO QUE SEJAIS UM MEMBRO VIVO DA SANTA IGREJA, E NÃO UM MEMBRO APODRECIDO. Recebereis grande força e liberdade, que nenhum demônio e criatura poderão destruir. Estareis livres da escravidão do pecado mortal, livre da rebeldia à Santa Igreja, robustecido pela Graça divina presente em vós. UNIDO AO VOSSO PAI (O PAPA). PEÇO-VOS: ESTABELECEI TAL UNIÃO EM PLENITUDE SEM PERDA DE TEMPO.


Quanto as palavras que a mesma dirigia ao Papa, procurando corrigir-lhe ou dizer aquilo que nosso Senhor lhe pedia, eram palavras que transpareciam um profundo respeito e sentimento de insignificância perante aquele a quem ela corrigia. Nunca ousou dirigir-lhe com aspereza alguma coisa, e quando a ocasião lhe necessitava dizer alguma palavra aconselhando-o, a todo momento lhe pedia  perdão, pois se achava indigna de tal coisa. 
Entre correções e conselhos é nos conhecido que Santa Catarina teve grande influência na volta da sede da Igreja para Roma. Mesmo em situação tão extrema a Grande Doutora da Igreja não lhe erguia a voz, mas pelo contrário pedia perdão pela sua "presunção".

Carta nº 196 de Santa Catarina a Gregório XI, Papa.

4. A Cruzada e o Retorno a Roma

Volta, voltai a Roma! Não resistais a vontade divina, que vos chama. Ovelhas esfaimadas esperam vosso retorno, para ocupardes e tomardes posse da sede do vosso antecessor, São Pedro. Como representante de Cristo deveis estar no lugar que vos pertence. Vinde, pois, Vinde sem demora ! Criai coragem, sem medo de que algo aconteça, pois Deus estará convosco. Humildemente peço vossa bênção. Para mim e para todos os meus filhos. E SUPLICO QUE PERDOEIS A MINHA PRESUNÇÃO!

Em uma de suas visões Santa Catarina deixa-nos transparecer a importância do Sumo Pontífice.

Livro Diálogo- 28.3.1  VISÃO SOBRE O PAPA

Na terra, quem possui a chave do sangue é o Cristo-na-Terra. Certa vez eu te manifestei essa verdade numa visão, para indicar o grande respeito que os leigos devem ter pelos ministros, bons ou maus que eles sejam, e quanto Me desagrada que alguém os ofenda. Pus diante de ti a hierarquia da Igreja sob a figura de uma despensa contendo o sangue de Meu Filho. No sangue estava a virtude de todos os sacramentos e a vida dos fiéis.
À porta daquela despensa, vias o Cristo-na-terra, encarregado de distribuir o sangue e fazer-se ajudar por outros no serviço de toda a santa Igreja. Quem ele escolhia e ungia logo se tornava ministro. Dele procedia toda a ordem clerical; ele dava a cada um sua função no ministério do glorioso sangue. E como dispunha dos seus auxiliares, possuía a força de corrigi-los nos seus defeitos.

Por fim eu concluo o texto, explicitando a minha intenção ao escrevê-lo (ou digitá-lo, pois a maior parte são os escritos de Santa Catarina).

O Texto é feito especialmente para responder aqueles que usam da Imagem de Tão Grande Doutora, para justificar suas críticas e desrespeitos ao Romano Pontífice... E, portanto cabe aqui fazer algumas considerações.

1- Aqueles que criticam o Romano Pontífice estão longe de assemelhar-se a Santa Catarina de Sena, seja pela sua postura diante do Romano Pontífice, seja pela sua Santidade.
2- Os mesmos claramente nunca leram nada a respeito da Santa a quem pretende se assemelhar.
3- Antes de terem a pretensão de procurar fazer um pouco do que Santa Catarina fez, é bom estarem cientes de que terão que ter uma vida intensa de oração (até mesmo rezar muito pelo Romano Pontífice) e de quebra terem visões de Nosso Senhor... Pois a Santa nunca disse aquilo que achava ser o correto, mas aquilo que nosso Senhor lhe revelava ser o correto.


Supliquemos a Deus a intercessão de Santa Catarina de Sena pelo nosso atual Papa Francisco, e a cada um de nós para que tenhamos um pouco de sua humildade e Amor pela Igreja.

 

Por Luiz Felipe Nanini

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!