A Conversão é possivel?

09/08/2013 20:39

 

Você acha impossível uma pessoa mudar de vida? Bem, se você pensou "sim", acho que você não conhece uma coisa chamada “conversão”.

As vezes nos deparamos com verdadeiras mudanças de vida, mudanças radicais, fortes, decididas... Qual é a força que impulsiona para a mudança? Deus!

Deus desde o início se revela ao Homem e lhe mostra o seu amor de Pai, seu carinho e cuidado, porém somos levados a pensar que somos auto-suficientes e caímos nos pecados, nas misérias e nos vícios que nos mantêm afastado de Deus. O pecado nos faz acreditar que nunca vamos melhorar, nunca seremos curados de nossas feridas. Mas Deus sempre vem a nosso encontro.

Um grande exemplo disso é São Paulo. Na sua conversão (At. 9, 1-9) ele passa de perseguidor a perseguido, mas para isso deve cair do cavalo, sair de sua realidade para experimentar aqui de Deus havia reservado a ele. Da conversão de São Paulo (ex Saulo) podemos tirar vários exemplos para a nossa conversão de vida.

 

Atos dos Apóstolos, 9

1. Saulo só respirava ameaças e morte contra os discípulos do Senhor. Ele apresentou-se ao sumo sacerdote,

2. e lhe pediu cartas de recomendação para as sinagogas de Damasco, a fim de levar presos para Jerusalém todos os homens e mulheres que encontrasse seguindo o Caminho.

3. Durante a viagem, quando já estava perto de Damasco, Saulo se viu repentinamente cercado por uma luz que vinha do céu.

4. Caiu por terra, e ouviu uma voz que lhe dizia: "Saulo, Saulo, por que você me persegue?"

5. Saulo perguntou: "Quem és tu, Senhor?" A voz respondeu: "Eu sou Jesus, a quem você está perseguindo.

6. Agora, levante-se, entre na cidade, e aí dirão o que você deve fazer."

7. Os homens que acompanhavam Saulo ficaram cheios de espanto, porque ouviam a voz, mas não viam ninguém.

8. Saulo se levantou do chão e abriu os olhos, mas não conseguia ver nada. Então o pegaram pela mão e o levaram para Damasco.

9. E Saulo ficou três dias sem poder ver, e não comeu nem bebeu nada.

 

A intenção de São Paulo é bem explicada no texto, ele só respirava ameaças e morte e foi pedir a uma autoridade religiosa (da qual certamente gozava de certo prestígio) autorização para fazer aquilo que pensava ser o certo: Calar os Cristãos. Muitas das vezes nós pensamos em nosso íntimo que “estamos certos, nossas causas são justas e o mundo está errado, azar do mundo que não me segue.”  Essa é uma atitude que nos isola, nos afasta de Deus e nos fecha naquilo que achamos ser o núcleo do centro gravitacional da terra: O nosso umbigo.

 

São Paulo certamente achou ao pegar as cartas de recomendações e rumar para fazer as vítimas que encontrasse no caminho estaria fazendo na verdade um favor aquelas pessoas tirando delas as ideias "subversivas"...

 

Só o encontro com Jesus foi capaz de mudar a direção de Saulo, só o encontro pessoal de Jesus foi suficiente para abrir a sua cabeça e eliminar a sua “ignorância”.

E a quem São Paulo perseguia? O corpo de Cristo na Terra, a sua Igreja primitiva, Católica e Apostólica! São Paulo se encontra com o Senhor Vivo defendendo a sua Igreja! A conversão de São Paulo é o chamado de Deus a ouvir Jesus e a entrar no seu Corpo Místico! A conversão não é uma moda, um novo estilo, Jesus não é uma tendência é o Filho de Deus vivo que entrou no história do mundo para a salvação!

 

São Paulo precisava desse “cair por terra” para que pudesse surgir convertido e que sua conversão pudesse produzir frutos!

 

Bem, se você se converteu e não está produzindo frutos dessa conversão ligue o alerta... Perceba se é uma conversão ou uma moda, um “costume”.

A conversão vem acompanhada com um "pacote" interior e exterior! A conversão reflete na mudança radical de pensamento, de ações, de posturas que refletem no exterior com sinais e obras para ser anunciador dessa boa notícia que é o Reino dos Céus!

Resumindo: 

1 - Você não se converte porque você é importante para Deus (cuidado com a heresia Calvinista da "eleição" heim), mas porque Deus chama a TODOS a conversão.

 

2 - A conversão te posiciona diante de Jesus que é Deus na história da Humanidade, pois que vê a Jesus vê o Pai (Cf. Jo, 12, 45) e te introduz em uma nova realidade;

 

3 - A conversão te "desmonta" diante de Deus, a conversão (geralmente) expõe suas limitações, que você teimava em esconder... A conversão faz você "cair por terra"...;

 

4 - Conversão sem frutos.... É como feijoada sem feijão... Tem algum sentido?! A conversão é uma experiência interna que necessariamente será refletida em uma experiência externa com a Igreja e com os irmãos!

 

Que São Paulo interceda por nós nessa caminho de conversão, que possamos ouvir a voz do Filho, que conduz ao Pai por meio de Sua Esposa, a Igreja.

 

Por Marco Antonio

Voltar